Maneiras de Usar Grampos

Apaixonada Por Pijama

O grampo pode ser um excelente aliado na hora de fazer penteados simples e rápidos: barato e fácil de manusear, quando aplicado da forma correta, ele faz toda a diferença. Outra vantagem é que o acessório pode ser guardado em qualquer lugar da bolsa.

Mais facilidade impossível, não é mesmo? Selecionamos 21 truques utilizando grampos que podem ser feitos em alguns minutos. Confira:

Primeiramente, é importante saber usar o grampo do lado certo
Lembre-se que o acessório  foi feito para ser usado com o lado ondulado voltado para o couro cabeludo – os sulcos estão lá justamente para agarrar os fios do cabelo e manter tudo no lugar.

Menhanced-20671-1414101085-16aneira errada | Maneira certa

  • Para esconder o grampo, aponte a abertura na direção oposta do cabelo

Uma dica também é utilizar os “grampos invisíveis”, que são basicamente acessórios mais estreitos, na mesma tonalidade do cabelo.

Capturar2

  • Grampos podem ser utilizados para fixar tranças

Capturar3

  • Ou você pode estilizar o…

View original post mais 124 palavras

Anúncios

Saiba como a cúpula da arbitragem nacional “comprou” dono de site que fingia investigá-la

Blog do Paulinho

marçal

Em 2011, no estúdio da rádio MidiaCast, este jornalista foi testemunha – e em alguns momentos dela participou – de uma conversa entre os ex-árbitros Euclydes Zamperetti Fiori e Marcelo Marçal.

O bate-papo durou três horas e meia.

Marçal solicitou a entrevista, que, por estranhas razões, nunca colocou no ar, seja em seu blog ou no site “Apito Nacional”, espaços que mantém até os dias atuais.

Por diversas ocasiões, enviamos a gravação ao então blogueiro, apesar dele próprio, com seu equipamento, também ter efetuado a captação.

Uma das explicações para a não divulgação da conversa, acreditamos eu e Fiori, à época, talvez fosse as severas críticas feitas por Marçal, corroboradas por todos os presentes, aos principais nomes da cúpula da arbitragem brasileira.

“Ele ficou com medo”, acreditou Fiori, desconfiando, até, da finalidade da entrevista que lhe fora solicitada: “o cara vem, grava, e depois, sem satisfação alguma não publica ?”

View original post mais 871 palavras

Um cantinho de boca levantado diz tudo

blog da kikacastro

Para pegar na locadora: AMORES INVERSOS (Hateship Loveship)

Nota 8

amoresinversos

Imagine uma capiau, no sentido mais inerente da palavra, que desde a adolescência trabalha como doméstica (cuidadora de idosos, faxineira). Tímida, recatada, silenciosa, monossilábica, ela pouco saiu de casa, conheceu poucas pessoas. Sua vida se resumia à incansável lida dentro de casa.

Ela vai parar em uma casa com os conflitos familiares de praxe. E sua vida provavelmente seguiria da mesma forma pacata de antes, não fosse o fato de duas adolescentes — a neta do dono da casa e sua amiga — tramarem uma história que a faz se apaixonar pelo pai da menina, sem que ele saiba.

Esse é o ponto de partida do filme “Amores Inversos“. Mas você não vai conseguir adivinhar o ponto de chegada, e muito menos o que vai acontecer até lá. O mais legal do filme é seu roteiro imprevisível, com…

View original post mais 149 palavras

Desculpa do “empréstimo”, utilizada no Corinthians, era “álibi” antigo da Família Garcia para negociar jogadores no Noroeste

Blog do Paulinho

Fernando Garcia - França

Por THIAGO CARVALHO

Paulinho, mais uma vez você está correto.

Infelizmente, como equipes do interior não tem espaço na “grande mídia”, todo o esquema ocorrido no E.C. Noroeste nunca foi divulgado e agora está se repetindo em maiores proporções no Sport Club Corinthians Paulista.

Este esquema de “empréstimos” realizados pelo Fernando Garcia ocorreu no Norusca.

Num dado ano o Fernando ficou com os direitos econômicos de quase todos os jogadores do clube,sob o pretexto de ser “ressarcido” pelo dinheiro injetado, que nunca foi comprovado.

Após esse desfalque, ele virou “pernona non grata” na cidade e nunca mais pisou no Alfredo de Castilho.

Ainda sim os Garcia continuaram no clube, tentaram emplacar a inserção de outros membros na direção do Norusca, sendo que o filho do Paulo Garcia (vinha assistir aos jogos em Bauru de helicóptero, pousava no campo auxiliar dentro das dependências do Estádio Alfredo de Castilho), João Paulo…

View original post mais 163 palavras

Os livros que se salvam

desaforos

pássaro-na-gaiola

Nos momentos em que há perseguição, a família precisa deixar a casa levando poucos pertences, mão na frente, outra atrás, sem saber o que será o futuro (mas essa é fácil: ninguém sabe). Apenas um par de livros de toda a biblioteca acumulada ao longo do tempo — adquiridos por conta do interesse próprio, herdados de parentes diretos — pode ser escolhido. Esse momento é ouro: o que levar? Decisão árdua, tanto quanto reveladora. Um inventário de todos esses livros escolhidos no calor da fuga, na precipitação do escape, revelaria o que realmente importa em termos de leitura, a verdadeira formação do cânone essencial.

View original post

Resenha: “Correspondência: Gustave Flaubert e George Sand”

Falando em Literatura...

“Correspondência” é uma obra epistolar que recolhe textos entre o consagrado romancista francês Gustave Flaubert e a excêntrica escritora francesa George Sand. Conheceram- se em 1857, Sand era 17 anos mais jovem que Flaubert e foi o escândalo que obra “Madame Bovary”  provocou na época, que uniu os dois escritores. A relação foi de amizade, não existiu relacionamento amoroso. Encontraram- se várias vezes no célebre restaurante Magny em Paris, ponto de encontro de vários literatos e intelectuais da época. As correspondências foram trocadas durante 13 anos, até a morte da escritora em 1876, num total de 422 cartas. Foram traduzidas menos da metade e desprezadas as demais pela pouca importância, muitos bilhetes, notinhas de confirmação de chegada e envio de livros, presentes, etc.

Gustave Flaubert ( Rouen, 12/12/1821 – Croisset, 08/05/1880), filho de um médico, ingressou no curso de Direito para agradar ao pai, mas sua verdadeira vocação era a escritura. Frequentou pouco tempo a universidade, levava…

View original post mais 213 palavras

Dura desvalorização interna dá fôlego à economia espanhola (Valor Econômico, 03-12-2014)

José Luis Oreiro

Há apenas dois anos e meio, a Espanha estava no fundo do poço. E o poço era bem fundo. A crise no país ameaçava até implodir a moeda única europeia. Hoje chegou a vez de os espanhóis acusarem o resto da Europa de estar freando o crescimento da sua economia. Em 18 meses, a Espanha conseguiu passar do inferno ao purgatório. Mas o paraíso ainda parece distante, especialmente para os 23,6% de desempregados.

Em julho de 2012, o risco-país da Espanha atingiu o recorde de 637 pontos em relação aos títulos da dívida alemã. A confiança no país desapareceu. E o PIB anual caiu 1,6% naquele ano.

Já neste ano, a economia deve crescer 1,3%, um dos ritmos mais fortes da zona do euro. O país teve cinco trimestres seguidos de crescimento e quatro trimestres seguidos de geração de empregos. O risco-país caiu mais de 80% entre julho de 2012…

View original post mais 928 palavras